Pilar do Sul - SP, domingo, 23 de junho de 2024
informe o texto a ser procurado

Notícias / Polícia

02/01/2024 | 21:18 - Atualizada em 03/01/2024 | 10:11

Polícia Civil prende advogado Eduardo Freitas acusado de estuprar o próprio neto de 2 anos em Itapeva

O advogado, que residia e mantinha escritório em Pilar do Sul, também é suspeito de matar sua enteada, a digital influencer Carol Pascuin

Da Redação | redacao@pilarnews.com.br

Polícia Civil prende advogado Eduardo Freitas acusado de estuprar o próprio neto de 2 anos em Itapeva

Em entrevista a Roberto Cabrini (veja video abaixo), o advogado Eduardo de Freitas negou ter matado a enteada Carol Pascuin

Foto: Reprodução TV Record

A Polícia Civil de Itapeva, por meio da Delegacia de Investigações Gerais - DIG, prendeu na tarde desta terça-feira (02/01) o advogado Eduardo de Freitas Santos, de 54 anos, acusado de estuprar o próprio neto de apenas dois anos de idade, fato ocorrido na cidade de Itapeva/SP (leia mais aqui).

O crime de estupro contra vulnerável ensejou a instauração de inquérito policial junto a Delegacia de Defesa da Mulher de Itapeva de onde partiu o pedido de prisão preventiva do advogado.

Conforme informações da Polícia Civil, Eduardo de Freitas Santos estava foragido desde julho de 2023, quando foi expedido o mandado de prisão preventiva pela 1ª Vara Judicial da Comarca de Itapeva.

Após a expedição da ordem judicial os agentes da DIG de Itapeva começaram a monitorar a rotina de Eduardo que passou a se esconder em endereços situados no litoral paulista, mais precisamente nas imediações da Baixada Santista.

Diversas diligências foram realizadas no intuito de localizar o esconderijo de Eduardo de Freitas Santos, inclusive mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos endereços apontados na investigação no mês de novembro de 2023, porém, o investigado não foi localizado naquela oportunidade.

Na data de hoje os policiais obtiveram informações de que o procurado estava em um dos endereços apontados durante a investigação, situado no munícipio de Praia Grande, para onde se deslocaram e conseguiram capturar Eduardo de Freitas Santos.

De se destacar, ainda, que Eduardo de Freitas Santos também é investigado pela morte da jovem Anna Carolina Tadeu Pascuin Nicoletti, de 24 anos, fato ocorrido em novembro de 2021, na cidade de Sorocaba (leia aqui e aqui).

Anna Carolina, que na época era enteada de Eduardo de Freitas Santos, foi morta dentro do seu apartamento com um tiro na cabeça. Segundo informações da Polícia ela já havia solicitado medida protetiva contra o padrasto, em razão de ameaças de perseguições, semanas antes de ser assassinada.

Eduardo de Freitas Santos, que residia e mantinha escritório de advocacia em Pilar do Sul, já havia sido preso em 2017, após ser investigado por estuprar e divulgar vídeos íntimos de uma adolescente na internet.

O advogado foi conduzido até a Delegacia de Polícia de Praia Grande, onde permaneceu preso a disposição da Justiça.

Eduardo foi condenado por perseguir Carol

No dia 11 de dezembro último, o juíz de Pilar do Sul, Éverton Willian Pona, acatou denúncia do Ministério Público e condenou Eduardo de Freitas Santos por perseguição e a invasão da casa de Carol Pascuin em Pilar do Sul.

O advogado foi sentenciado a dois anos e sete dias de prisão, em regime inicial fechado, por stalkear (perseguir) a influencer Carol e a ex-mulher Elaine Pascuin, mãe da jovem. Por esse crime também pesava contra Eduardo um madado de prisão expedido pela Justiça (leia mais aqui).

Carol Pascuin era estudante, digital influencer e modelo / Foto: Arquivo Pessoal
 

Vídeo Relacionado

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • João 11/01/2024 | 00:00

    Advogado ou mostro? Primeiro assassinou a enteada e depois faz isso com uma criança indefesa que no mínimo precisava do carinho e proteção do avô, mas o inocente deparou com um mostro assassino que se dizia advogado “só se for do diabo”, espero que agora seja. a mulherzinha dos detentos é pague pelos seus.crimes.

  • Jessie Fogaça Santos 03/01/2024 | 00:00

    E o cara estava em contradição na reportagem com o Cabrini pois ele disse que estava esperando a namorada e de repente já estava com garota de programa,,, mentiroso e hipócrita

  • Jessie Fogaça Santos 03/01/2024 | 00:00

    Ele é dissimulado,e o advogado que defende ele está defendendo um ser hipócrita,um cara que abusa principalmente do próprio neto,não tem que ter defesa,tem que apodrecer na cadeia

 
 
Sitevip Internet