Pilar do Sul - SP, sábado, 17 de abril de 2021
informe o texto a ser procurado

Notícias / Polícia

03/02/2021 | 11:18

Ex-presidiário furta novamente sua mãe e também a inquilina do pai

Por Sérgio Santos | sergiosantos@pilarnews.com.br

Pela segunda vez, em pouco mais de um mês, uma autônoma de 53 anos procurou a Delegacia de Polícia de Pilar do Sul para registrar um boletim de ocorrência em que acusa o próprio filho, ex-presidiário, de tê-la furtado.
 
A mulher contou que, no domingo (31), saiu de casa e quando retornou a encontrou uma das janelas arrombada e deu por falta de três tênis, duas botas, pacotes de biscoitos e macarrão, uma garrafa de amaciante, um creme dental, três cintos, e uma blusa de moletom.
 
Ela contou que o filho, de 28 anos, que é usuário de drogas e possui anotações criminais, como roubo, furto e agressão, lhe furtou um secador de cabelos e um celular no mês de dezembro (leia aqui) e que testemunhas o viram novamente no local.
 
Mesmo indivíduo teria furtado joias no Campestre
 
O mesmo indivíduo é suspeito de ter furtado joias da casa da inquilina do seu pai no Jardim Campestre II.
 
A vítima, uma auxiliar de limpeza de 48 anos, contou que saiu para trabalhar pela manhã e que quando retornou se deparou com sua caixinha de joias vazia, que em contato com uma testemunha, esta informou ter visto o ex-presidiário pulando o muro e adentrando ao local.
 
Foram furtados três anéis de formatura, uma corrente, duas pulseiras, um brinco, e uma tornozeleira, todas folheada a ouro.
 
Ambas ocorrências foram registradas na Delegacia de Polícia de Pilar do Sul e encaminhadas para o setor de investigação.

DENÚNCIA 

Qualquer informação sobre o crime, ou que ajuda a localizar os objetos furtados, denuncie para a Polícia Militar (telefone 190), Polícia Civil (telefones 197 3478-5340) ou para o Disque Denúncia 181. Em ambas, não é necessário se identificar.
 
RECEPTAÇÃO É CRIME

Quem compra objetos furtados ou roubados comete o crime de receptação (artigo 180 do Código Penal), cuja pena pode chegar até 8 anos de prisão e multa.
 
Incorre na mesma pena quem compra o objeto furtado, ou roubado, mesmo que sem saber e de boa fé, uma vez que deve averiguar a procedência dos objetos antes de comprá-los.

 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcos 03/02/2021 | 00:00

    Cadeia nele não pode deixar ele solto só porque e usuário de droga .se ele rouba tem que ser preso .imagina ficar roubando a própria mãe e ninguém faz nada!!!

 
 
Sitevip Internet