Imprimir

Imprimir Notícia

18/11/2019 | 09:27

Prefeitura de Pilar do Sul terá mais um ponto facultativo nesta quarta-feira

Na próxima quarta-feira, 20 de novembro, dia normal de trabalho, a Prefeitura Municipal de Pilar do Sul estará, mais uma vez, de portas fechadas e sem atendimento ao público.
 
Tudo porque, no início do ano, o prefeito cassado Antonio José Pereira (DEM) editou um decreto, não revogado pelo atual prefeito Marquinho da Auto Escola (DEM), determinando ponto facultativo para a data que comemora o Dia da Consciência Negra.
 
De acordo com o decreto 3.572/2019 não haverá expediente na Prefeitura e nas demais repartições públicas municipais, como creches, escolas, postos de saúde e a farmácia municipal.
 
A exceção, diz o decreto, ficará por conta dos serviços considerados essenciais, como alguns setores da saúde, coleta de lixo e limpeza pública, que deverão manter suas atividades de acordo com a escala definida pelas suas respectivas secretarias.

As demais instituições, como agências bancárias, autarquias estaduais e as empresas privadas funcionarão normalmente na cidade.
 
Em menos de um mês Pilar do Sul teve outros dois pontos facultativos, 28 de outubro, dia do funcionário público, e 4 de novembro, véspera de feriado municipal.
 
No mês de novembro já existem três feriados oficiais, o de finados (2), de aniversário de emancipação do município (5) e da Proclamação da República (15). Dos 30 dias do mês, a Prefeitura funcionará apenas 17 dias.
 
Consciência Negra
 
Comemorada há mais de 30 anos por ativistas do movimento negro, 20 de novembro não é feriado nacional. A data refere-se à morte de Zumbi dos Palmares, o último líder do maior dos quilombos do período colonial, o Quilombo dos Palmares.
 
Por meio de lei própria, diversas cidades estabeleceram o Dia da Consciência Negra como feriado municipal, e promovem diversas comemorações pelo fim da escravidão no Brasil e de conscientização contra a discriminação racial, o que não é o caso de Pilar do Sul.
 
 Imprimir