Pilar do Sul - SP, terça-feira, 19 de novembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Política

07/05/2019 | 15:51 - Atualizada em 19/06/2019 | 09:38

Takashi Iriyama é reconduzido ao cargo de secretário na administração de Toninho da Padaria

O vereador havia sido exonerado do cargo para reassumir sua vaga na Câmara e, supostamente, tentar salvar o mandato de Agnaldo Silvestre – condenado por concussão

Por Sérgio Santos | sergiosantos@pilarnews.com.br

Takashi Iriyama é reconduzido ao cargo de secretário na administração de Toninho da Padaria

Takashi Iriyama,

Foto: Divulgação / Câmara Municipal

O vereador Jorge Takashi Iriyama (PDT) foi reconduzido ao cargo de secretário de Governo, Segurança Comunitária e Trânsito da Prefeitura Municipal de Pilar do Sul.

A Portaria nº 6.468/2019 foi assinada na segunda-feira (6) pelo prefeito Antonio José Pereira (DEM) e pelos secretários Caetano Scaduto Flho (jurídico) e José Carlos Pereira (administração) e publicada nesta terça-feira no site oficial da Prefeitura (veja aqui).

Takashi Iriyama havia sido exonerado do cargo no dia 29 de abril (aqui) para reassumir sua vaga na Câmara Municipal e para, supostamente, participar da sessão de terça-feira passada quando foi votado o recurso interposto por Agnaldo Silvestre (PDT) contra a decisão da Mesa Diretora que extinguiu o seu mandato.

Nos bastidores políticos a exoneração de Takashi foi recebida como uma manobra da base aliada de Toninho da Padaria para tentar salvar Agnaldo Silvestre, que teve o mandado extinto após ter sido condenado pela Justiça pelo crime de concussão (leia aqui e aqui).

Mas a manobra não surtiu efeito (aqui), uma vez que o próprio Takashi e o suplente Silvano Carvalho (PODE) não compareceram a sessão e dois vereadores da base do prefeito, Luiz Proença e Cláudia Barros (ambos do DEM), votaram a favor da extinção do mandato de Agnaldo – que teve o recurso negado por 7x1. Apenas Marco Fábio, presidente municipal do PDT, votou a favor do recurso.

Takashi deixou o mandato de vereador em dezembro de 2017 para assumir o cargo de secretário de governo na administração de Toninho da Padaria (aqui).

Na tarde desta terça-feira (7) ele deu entrada nos documentos na Câmara para um novo licenciamento do cargo de vereador. Em seu lugar deve assumir o suplente Miguel Guedes (PP).

Com a cassação de Agnaldo, o então suplente Silvano Carvalho foi efetivado como vereador.

O salário de vereador é R$ 2.458,70 enquanto que o de secretário é R$ 5.733,90.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet