Pilar do Sul - SP, domingo, 24 de março de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Polícia

28/12/2018 | 10:08

Moradores do centro implantam o programa ‘Vizinhança Solidária’

O objetivo é compartilhar denúncias de crimes e atos ilícitos com as polícias e publicar as filmagens na internet

Da Redação | redacao@pilarnews.com.br

Moradores do centro implantam o programa ‘Vizinhança Solidária’

As imagens das câmeras de monitoramento serão publicadas na internet

Foto: Divulgação

A Comissão de Moradores do Centro, que envolve também comerciantes, Comunidade Paroquial e Associação Comercial, cansados de esperar apoio do governo municipal, reivindicaram junto ao comando da Policia Militar a implantação do programa ‘Vizinhança Solidária’.

O programa, já em fase de Implantação, é um canal de comunicação entre PM e moradores para compartilhamento instantâneo de denuncias, fotos e filmagens.

Além deste programa com a PM, já existe outro canal aberto com a Polícia Civil para utilização de imagens de câmeras de monitoramento residenciais e comerciais, que será compartilhada diretamente com a polícia através de links ao vivo e arquivos digitais e, dessa forma, ficará mais fácil à identificação de possíveis atos ilícitos.

A iniciativa nasceu da necessidade de compartilhar informações com as autoridades, pois é difícil flagrar atos como ilícitos como vandalismo, atos obscenos (urinações em público), consumo e tráfico de drogas.

Com o monitoramento direto com a polícia os moradores do centro terão maior tranquilidade ou, pelo menos, minimizar um pouco a onda de urinações e consumo e tráfico de drogas que se alastraram pela área central da cidade.

Para o delegado Milton Andreolli o ato obsceno está previsto no Código Penal, artigo 233, (praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público. Pena: detenção de três meses a um ano, ou multa). Neste caso, alerta, as urinações pelas ruas podem perfeitamente serem enquadradas neste artigo, que terá como prova as referidas filmagens, não necessitando, necessariamente, do flagrante policial.

Com a Polícia Militar os moradores pretendem compartilhar informações referentes a carros e motos que praticam outros abusos, como som alto, empinamento de motos e estouros de escapamentos, denunciando também as placas dos veículos que serão compartilhadas diretamente com as autoridades, possibilitando a identificação dos autores dos delitos.

No inicio do ano a Comissão vai realizar reuniões com o Poder Judiciário e Ministério Público para expor os problemas e solicitar providências que combatam as irregularidades e crimes, além de denunciar a falta de atuação do Poder Público em fiscalizar e atender as solicitações de sua competência e responsabilidades e também da Vara da Infância ou Conselho Tutelar que deixou de promover fiscalizações quanto o consumo e venda de bebidas alcoólicas a menores de idade.

Os moradores entendem perfeitamente que os problemas que ocorrem no centro se multiplicam pelos bairros que, aliás, já sofrem com isso há muito mais tempo.

Placas de advertência estão sendo colocadas próximas às câmeras para que os infratores se conscientizem de que seus atos estão sendo vigiadas, 24 horas por dia, e as imagens serão compartilhadas na internet e, principalmente, com a polícia.

Apesar dessas ações, a Comissão de Moradores aguardam da Prefeitura Municipal informações sobre as reivindicações anteriores - relatadas diretamente ao prefeito, por meio de reuniões e ofícios enviados no mês de outubro, dentre elas estão à colocação de câmeras de monitoramento na praça, nos prédios públicos e em pontos estratégicos, e sobre a Atividade Delegada com a PM o que promoveria um aumento de patrulhamento policial nas áreas determinadas pela administração, o Pró-Labore para os policiais militares, a abertura do banheiro publico durante a noite e após termino dos eventos, além de disciplinar os eventos realizados na Praça Central, com segurança, controle de som e horário, além de promover as fiscalizações das leis municipais em vigor.

Por: Comissão de Moradores e Comerciantes do Centro de Pilar do Sul

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet