Pilar do Sul - SP, terça-feira, 19 de novembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias / Política

19/12/2018 | 10:27

Novamente, vereadores do prefeito derrubam emenda para segurança pública

A proposta destinava R$ 90 mil para implantação da Atividade Delegada com a Polícia Militar em Pilar do Sul

Por Sérgio Santos | sergiosantos@pilarnews.com.br

Novamente, vereadores do prefeito derrubam emenda para segurança pública

Foto: Divulgação / Câmara de Pilar do Sul

Em votação realizada na noite desta terça-feira (18), os vereadores da bancada de situação ao prefeito Toninho da Padaria (DEM), mais uma vez, derrubaram a emenda impositiva ao orçamento municipal de 2019, que destinava R$ 90 mil para a implantação da Atividade Delegada com a Polícia Militar.

Se valendo da mesma estratégia utilizada na sessão do dia 4 (leia aqui), os vereadores do prefeito Marcos Fábio (PDT), Aguinaldo Silvestre (PDT), Pastor Silvano (Podemos) e Cláudia Barros (DEM) votaram contra a emenda, enquanto que Luiz Antonio Proença, do mesmo partido de Toninho da Padaria, se ausentou do plenário, se abstendo de votar.

Com a manobra, a presidente Karla Pagianotto (PSDB) não pode votar e a matéria, que necessitava de maioria absoluta (seis votos), recebeu 5 votos favoráveis, 4 contrários e uma abstenção.

Utilizando do mesmo expediente, os vereadores do prefeito também derrubam a emenda impositiva de R$ 320 mil para a compra de um ônibus para transporte de pacientes da saúde.

Os vereadores de oposição, João Batista (PTB), Elaine Ramos (PTB), Luiz Brisola (PSDB), Clayton Machado (PSDB) e Paulinho Pinheiro (MDB), votaram a favor das duas emendas, mas, apesar de serem maioria, por força de um artigo absurdo no Regimento Interno da Câmara (reformado em 2016), foram vencidos pela minoria.

Atividade Delegada

A Atividade Delegada é um convênio celebrado entre o Governo do Estado e os municípios com o objetivo de permitir a utilização de policiais militares, em folga, no policiamento ostensivo e preventivo e no apoio às prefeituras, nas atividades que são responsabilidade do município, e no combate à criminalidade.

A participação na Atividade Delegada é voluntária e os PMs só podem trabalhar até 96h por mês nessa função. Para os policiais, a atividade é uma oportunidade para complementar a renda, uma vez que são remunerados pelas prefeituras pelo serviço.

Os policiais que participam da Atividade Delegada cumprem escalas feitas pela PM, usam farda, viaturas, arma e colete de proteção da corporação e estão completamente protegidos diante de qualquer situação de risco, inclusive com seguro e assistência médica.

Para a população, o benefício está na redução da criminalidade. A presença ostensiva de policiais militares nos locais da Atividade Delegada, além de inibir o comércio clandestino, também evita a prática de crimes como roubos e furtos.

Em algumas regiões onde a Atividade Delegada foi implantada os números de ocorrências criminais foram reduzidos em até 80%.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
Sitevip Internet