Pilar do Sul - SP, sexta-feira, 30 de outubro de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Política

28/09/2020 | 20:10

Corrida eleitoral em Pilar do Sul tem quatro candidatos a prefeito e 84 a vereador

Pelos próximos 45 dias, os candidatos disputarão o voto dos 22.494 eleitores pilarenses e o direito de governar o município pelos próximos quatro anos

Por Sérgio Santos | sergiosantos@pilarnews.com.br

Começou oficialmente neste domingo (27) a campanha eleitoral e, pelos próximos 45 dias, quatro candidatos a prefeito, quatro a vice-prefeito e outros 84 postulantes a uma das 11 cadeiras de vereador estarão nas ruas e, principalmente, na internet apresentando as suas propostas visando conquistar o voto dos 22.494 eleitores pilarenses para administrar o município pelos próximos quatro anos - de 2021 à 2024.
 
Este ano, o início da propaganda eleitoral das eleições municipais foi adiado em razão da pandemia de Covid-19. O pleito ocorrerá nos dias 15 e 29 de novembro – respectivamente, 1º e 2º turnos de votação.
 
O atual prefeito Marco Aurélio Soares (DEM), que assumiu a Prefeitura de Pilar do Sul em junho do ano passado, concorre à reeleição com o vereador e professor Marcos Fábio (PDT) como seu candidato vice-prefeito. Marquinho da Autoescola é empresário, tem 49 anos, e será a primeira vez que concorrerá ao cargo de prefeito. Na eleição passada ele foi eleito vice do prefeito Toninho da Padaria (DEM), condenado pela justiça e cassado por irregularidades cometidas na Prefeitura (aqui). A coligação formada por DEM e PDT terá 29 postulantes ao cargo de vereador (leia mais).
 
O PSDB, que junto com o DEM se alternam no poder há 32 anos, tem como candidato majoritário o advogado e contabilista José Francisco de Almeida, ex-secretário das administrações tucanas na cidade. Zé Francisco, como é conhecido, tem 47 anos, e será a primeira vez que concorrerá a um cargo político. O seu candidato à vice-prefeito será Paulo Henrique Pinheiro, o Paulinho da Cadeira de Rodas, vereador de primeiro mandato, do MDB. A coligação PSDB/MBD terá 28 candidatos à vereador (leia mais).
 
O Partido Trabalhista Brasileiro terá o dentista Takao Yonemura como candidato a prefeito e o ex-vereador Enivaldo Dias de Almeida, o popular Beição, como candidato a vice-prefeito. Takao Yonemura tem 68 anos, foi duas vezes vice-prefeito: de Pedro Mineiro (1993/1996) e Toninho da Padaria (2009/2012), e duas vezes vereador. Será a primeira vez que ele concorrerá ao cargo de prefeito. A chapa do PTB é composta ainda de 11 candidatos a vereador (leia mais).
 
O quarto postulante ao Paço Municipal é Erick da Pizzaria do reformulado Partido Social Democrático (PSD). Edson Erick Melchior dos Santos tem 43 anos, é empresário e ex-policial militar e será a primeira vez que concorrerá a um cargo político. O candidato a vice-prefeito é Marcos Augusto de Gois Vieira, o Marquinho da Saúde, funcionário público concursado, ex-vereador e ex-secretário municipal de saúde. O PSD terá 16 candidatos a vereador (leia mais).
 
Eleição diferente
 
A pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19), com as consequentes medidas de distanciamento social e de prevenção ao contágio da doença, que provocou o adiamento das datas da eleição e o início da campanha, não é o único fator que torna essa eleição diferente das demais na história política recente de Pilar do Sul.
 
Como se não bastasse o fato de que nos últimos 32 anos apenas dois grupos políticos  (DEM e PSDB) se alternam no poder, essa será a primeira eleição, desde 1989, que pelo menos um dos chamados “caciques políticos” da cidade, grupo formado pelos  ex-prefeitos Zaar Dias de Góes, Toninho da Padaria (ambos do DEM), Luiz Henrique de Carvalho e Janete Carvalho (ambos PSDB), que governaram a cidade em sete dos últimos oito mandatos, não concorrerão ao cargo.
 
Além disso, em uma situação surreal, os três últimos prefeitos, Luiz Henrique, Janete e Toninho da Padaria, foram condenados por irregularidades à frente da Prefeitura e, com base na lei da Ficha Limpa, estão inelegíveis pela Justiça Eleitoral.
 
Por sua vez, será a primeira vez que os quatro candidatos, Marquinho da Autoescola (DEM), Zé Francisco (PSDB), Takao Yonemura (PTB) e Erick da Pizzaria (PSD), concorrerão ao cargo de prefeito.
 
Eleitorado cresceu quase 6%
 
Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Pilar do Sul tem 22.494 eleitores, 1.250 a mais que na eleição de 2016, um crescimento de 5,88% em apenas quatro anos.
 
Segunda a estatística do TSE, 50,2% do eleitorado pilarense é do sexo feminino; 355 eleitores tem algum tipo de deficiência; 87 indivíduos tem menos de 18 anos; 13% são jovens com até 25 anos (2.920 eleitores); 30,5% tem entre 25 e 39 anos (6.860 eleitores); e 15% são idosos acima dos 65 anos, sendo que 33 deles tem mais de 100 anos de idade.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • MARIAH ELISABETE 04/10/2020 | 00:00

    quem ja vive de politica principalmente os vereadores n devem prometer nada apenas mostrar oque ja fizeram , para os novos que chegam um lembrete o povo n è mais bobo parecemos mas n somos e um conselho particular uma pessoa muito conhecida na cidade n faz dele uma boa pessoa n confundam estudem cada candidato verifiquem passado presente assim se pode fazer uma reeleitura do futuro

  • Gijo 01/10/2020 | 00:00

    Faltou o Coreiro, uma pena ele não sair como candidato.

  • samuel 29/09/2020 | 00:00

    SENHOOOOOOR..... NEGÓCIO É REZAR PRA QUE O FIM DO MUNDO CHEGUE LOGO !! KKKKKK..... "O ULTIMO APAGUE A LUZ E BATA A PORTA"

 
 
Sitevip Internet