Pilar do Sul - SP, terça-feira, 24 de novembro de 2020
informe o texto a ser procurado

Notícias / Polícia

13/09/2020 | 10:17

Ajudante geral é preso após tentar matar a mulher e a irmã em Pilar do Sul

O homem, que atacou as mulheres com um facão de cortar cana, foi autuado por dupla tentativa de feminicídio

Por Sérgio Santos | sergiosantos@pilarnews.com.br

Ajudante geral é preso após tentar matar a mulher e a irmã em Pilar do Sul

Foto: Divulgação

Um homem de 46 anos foi preso em flagrante após tentar matar a mulher e a própria irmã no início da madrugada deste domingo (13) rua Joaquim Carvalho, próximo ao Ginásio de Esportes, em Pilar do Sul.
 
Segundo o apurado até o momento pela polícia, todos ingeriam bebida alcoólica na residência do casal quando aconteceu um desentendimento entre o ajudante geral José Gauna Vais e sua irmã, Aparecida de Jesus Gauna Vais, de 50 anos.
 
Na confusão, o homem se armou com um facão de cortar cana e atacou a irmã. A mulher dele, Edenir Aranda, de 43 anos, tentou separar a briga e também foi golpeada. Uma testemunha que presenciou a confusão acionou a PM.
 
De acordo com o boletim de ocorrência, quando os policiais militares Oliveira, Joaquim, Simone e Francis chegaram ao local encontraram o homem ensanguentado, uma vez que ele foi atingido pelas mulheres com pancadas na cabeça, o local todo revirado e poças de sangue espalhados pelo chão. Edenir (a esposa) estava caída com ferimentos na cabeça, ensanguentada e inconsciente. Aparecida estava na cama, também com lesões na cabeça.
 
As vítimas foram socorridas pelo SAMU à Santa Casa. Devido a gravidade dos ferimentos, Edenir foi transferida para o Hospital Regional de Sorocaba. Já Aparecida (irmã do acusado) após ser medicada deixou a Santa Casa sem prestar esclarecimentos do ocorrido à polícia.

Os PM realizaram buscas no local e localizaram, jogadas próximas a um córrego, as armas brancas utilizados no crime, um facão e uma faca, sendo reconhecida pela testemunha como sendo os objetos que José utilizou no momento da briga.
 
José Gauna Vais, que nega os fatos, alegando que apenas se defendeu das investidas das mulheres, foi conduzido à Delegacia e autuado pelo delegado de plantão, Irani Smagasz Barros, acusado de dupla tentativa de feminicídio, e conduzido a uma penitenciária da região, permanecendo a disposição da justiça.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Felipe 13/09/2020 | 00:00

    O nome da rua está errada é Joaquim Francisco de Carvalho a rua Joaquim de Carvalho é na Nova Pilar 3

 
 
Sitevip Internet